Os Mapas

Os dos itinerários da história, os percursos e os lugares calcorreados por Manuel Pereira Roque levam-nos até à região do Sul de França, a um passeio de bergantim pelo Golfo da Biscaia mas também a conhecer a visita do rei D. Miguel pela Zona Centro de Portugal e a estratégia do general Saldanha para ocupar militarmente a cidade do Lis.

Linhas de Torres

“As Linhas de Torres é um conjunto de 152 fortificações, construídas em segredo pelo duque inglês ao longo de três linhas de defesa. Orientado por oficiais de sua majestade o rei Jorge III, este empreendimento começou cerca de um ano antes e ocupou mais de 150 mil trabalhadores, recrutados nas redondezas. Manter em segredo a construção assentou numa disciplina férrea associada ao temor de ver tropas napoleónicas assolarem de novo a região. Como uma inevitabilidade do destino, já se pressente a aproximação do exército francês, mas desta vez Lisboa está pronta para se defender.”

In “Avô Capitão”, página 17.

Topo ^

 

Alqueidão das Contas

“Sem a presença de qualquer força defensiva de Wellington, o Alqueidão das Contas, como tantas outras pequenas povoações, está à mercê do exército imperial de Napoleão. Nas imediações da casa, José Saforro pressente que pode ter chegado tarde.”

In “Avô Capitão”, página 35.

Topo ^

 

Retirada das Tropas Francesas

“Durante a manhã, perante as movimentações relativamente discretas da tropa francesa, as dúvidas dissipam-se e há a ideia cada vez mais clara de que os franceses se vão embora. A notícia alastra sibilada a todos os lugares da freguesia como onda no charco depois de atirada a pedra. A única dúvida é saber se vão retirar-se para sempre ou apenas mudar de sítio.”

In “Avô Capitão”, página 104.

Topo ^

 

Biarritz

Há horas que a noite caiu sobre Biarritz. À pacata vila piscatória do País Basco francês acaba de chegar, da campanha em Portugal, um esquadrão de cavalaria do exército de Napoleão.

In “Avô Capitão”, página 123.

Topo ^

 

Passeio pelo Golfo da Biscaia

“A guarnição de dezoito homens está a postos e, à voz do comandante, os catorze remadores iniciam as manobras. Com dois mastros e uma postiça acrescentada no costado, a embarcação é mais alta e majestosa que os bergantins comuns. Vai rio abaixo, movida a remos, levando a bordo a expectativa de cada um na viagem.”

In “Avô Capitão”, página 165.

Topo ^

 

Visita do Rei D. Miguel à Região Centro

“D. Miguel, o marquês de Tancos, seu ajudante-general e o marquês de Belas, o camareiro, escoltados por dois esquadrões de cavalaria, encontram-se nos coutos de Alcobaça a caminho do Mosteiro. Estes coutos, doação afonsina aos monges de Cister, têm sido palco de conflitos recentes entre os frades e a população por causa do pagamento de direitos senhoriais.”

In “Avô Capitão”, página 220.

Topo ^

 

Liberais Conquistam Leiria

“O general Saldanha divide em três colunas as suas forças rumo a Leiria. Uma de 50 cavalos e toda a artilharia seguem pela estrada real, marchando a segunda pela estrada da Batalha. Uma terceira coluna passa a ocupar o Lis na Ponte Cavaleiro, para ganhar a aldeia do Vidigal e entrar na estrada real, que vai de Leiria a Coimbra.”

In “Avô Capitão”, página 300.

Topo ^

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *